Parte III - SAÚDE MENTAL EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS (COVID-19)

Parte III - SAÚDE MENTAL EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS (COVID-19)

Sugestões de atividades artístico-culturais online

Por: Andréa Di Pietro, Isabella Monteiro e Carolina França - psicólogas do Centro de Apoio Pedagógico e Psicológico (CAPP) do UNIFAA

 

 Em tempos de coronavírus, que tal dicas de atividades artístico-culturais online? Confira a lista que preparamos para você:

 

 

1)  Spcineplay: 

“A Spcine Play é a única plataforma pública de streaming do Brasil. A curadoria exibe filmes das principais mostras e festivais de cinema de São Paulo, ação inédita entre serviços do gênero. O conteúdo fica acessível simultaneamente aos eventos e segue disponível na plataforma. A Spcine Play também exibe conteúdos exclusivos da programação cultural da cidade de São Paulo. São shows, espetáculos e performances para assistir sem sair de casa. Por lá, ainda dá para encontrar raridades de cineastas clássicos do cinema Brasileiro, como Hector Babenco, Zé do Caixão e Suzana Amaral.”

2)  Documentários sobre História da Arte: 

O site oferece 50 documentários gratuitos e online que retratam a vida e a obra de grandes mestres do mundo da arte (Michelangelo, Da Vinci, Picasso, Caravaggio, Frida, Degas, Manet, Escher, Klimt, etc.) e os períodos que marcaram a História da Arte (Renascimento, Impressionismo, etc.). A maioria tem legendas em português.

 

 

1)  Arts and Culture (Google): 

Neste site é possível visitar virtualmente os mais famosos museus e galerias ao redor do mundo e as obras de grandes artistas que marcaram a história da arte e da cultura.

 

2)  Museu da Imagem e do Som (SP): 

“No acervo online, você encontrará informações sobre os itens que compõe os acervos museológico e bibliográfico do MIS e, em alguns casos, terá amplo acesso ao conteúdo das coleções de fotografia, áudio e vídeo. Tendo como base um banco de dados desenvolvido especialmente para o acervo do Museu, o Acervo online apresenta-se ao público como um instrumento para a exploração dos milhares de itens que fazem parte do acervo MIS”.

 

3)  Pinacoteca di Brera: 

O site, disponível em inglês e italiano, permite o acesso a uma das melhores coleções de arte de toda a Itália. O acervo inclui obras de Modigliani, Bellini, Caravaggio e outros.

 

4)  Museus do Vaticano: 

Disponível em italiano, inglês, francês, espanhol e alemão, o site disponibiliza parte de seu acervo e permite visitas virtuais no Museu Pío Clementino, Museu Chiaramonti, na Capela Sistina, Capela Nicolina, nas Estancias de Rafael, no Brazo Nuevo e na Sala dos Claroscuros.

 

5)  Museu do Prado: 

Disponível em inglês e espanhol, o site permite acessar o acervo do mais importante museu espanhol que inclui obras de Goya, El Greco, Velázquez e muitos outros.

 

6)  MET – Metropolitan Museum of Art: 

Fundado em 1870 em Nova Iorque, o museu disponibiliza mais de 406 mil imagens de domínio público da sua coleção que podem ser baixadas e compartilhadas sem restrições.

 

7)  Sigmund Freud’s House: 

Neste site, é possível visitar o local onde residiu o fundador da psicanálise no período da II Guerra Mundial até o final de sua vida. Freud fugiu com sua família do regime nazista – instaurado na Áustria em 1938 – e continuou a desenvolver seu trabalho na cidade de Londres. É lá onde se encontram os principais objetos e documentos que lhe pertenciam.

 

1)  Alo Moves: 

A Alo Moves é uma plataforma online em inglês que oferece práticas de yoga (ashtanga, hatha, restaurative, vinyasa, kundalini, prenatal), exercícios fitness (de força, barra, pilates, alongamento, etc.), técnicas de mindfulness (yoga nidra, respiração, meditação, crescimento pessoal), dentre outras. As modalidades são divididas por nível de dificuldade e de intensidade. O site é pago, mas é possível fazer um mês de teste gratuito.

 

2)  Ananda Espaço de Yoga:

O instagram do Ananda Espaço de Yoga, localizado no bairro de Copacabana no Rio de Janeiro, está oferecendo aulas ao vivo com os diferentes professores do estúdio durante o surto de coronavírus. As aulas contemplam as diferentes modalidades de Yoga: Vinyasa, Hatha, Yoga Postural, Yoga Flow, etc. As chamadas para as aulas se dão através dos stories no Instagram do espaço.

 

3)  Casa 111 Urca: 

A Casa, situada no bairro da Urca no Rio de Janeiro, também está oferecendo aulas práticas de yoga, meditação e cura nativa em lives diárias no Instagram do espaço, às 8h da manhã.

 

4)  Studio Yoga One: 

O estúdio carioca também passou a oferecer aulas abertas de seus professores em Lives do Instagram. Contudo, reforçam a cautela da prática: “Vale lembrar que essa aula é formatada para pessoas que já praticam, pois não temos como executar correções nem prestar os devidos cuidados de uma aula presencial. Os alunos que forem praticar devem se lembrar que nunca se deve forçar nada. Tudo deve ser feito com cuidado e atenção. A aula também deve ser feita por completa , principalmente com o seu início, visto que temos todo um cuidado de preparar e aquecer o corpo. Procure um lugar tranquilo onde você não será interrompido. Aproveite a prática e vamos vibrar forte o Yoga em nossas casas e corações!”

 

5)  Yoga Marginal: 

Aulas diárias e variadas (hatha yoga, kemetic yoga e sarra yoga) em Lives disponíveis por 24h. As aulas são gratuitas, mas a professora pede uma contribuição, se for possível. Não há contribuição mínima, apenas máxima de 20 reais através de transferência bancária.

 

6)  Maha Karma Yoga: 

As aulas do projeto social Maha Karma Yoga acontecerão gratuitamente pelas Lives da página do Instagram criada especialmente para enfrentar o período de confinamento. As aulas acontecerão diariamente, de segunda a sexta às 7h e 19h30, e às 9h30 e 19h30 aos sábados e domingos.

 

1)  Montessori em casa: 

O site oferece diversas ferramentas gratuitas da pedagogia Montessori para diferentes idades: gravações, ebooks, tutoriais para fazer materiais em casa, apresentações Montessori, ideias e sugestões para preparar o ambiente.

 

2)  Casa Brincar – Ideias para brincar em casa e em família: 

Receitas de massinha de modelar e de tintas comestíveis, gincanas, cabanas, desfiles de moda, jogos de papel, dentre outras brincadeiras o site oferece 10 sugestões para fortalecer os laços dos pais com seus filhos neste tempo de quarentena. 

 

3)  12 Curtas-metragens para educar as crianças sobre valores: 

Diante da pandemia do coronavírus, muitos pais se perguntam como abordar certos temas com seus filhos. Este site mostra como “os curtas-metragens de animação para o público infantil vão além da função de entretenimento. Eles demonstram que é possível contar histórias sobre o mundo real, tratar de temas complexos e relevantes através de uma abordagem lúdica e inusitada.”

 

4)  Textos e poemas surrealistas através do método de colagem.

Aqui o passo a passo circulou através dos círculos de Whatsapp. É preciso que a criança tenha pelo menos alguns livros para brincar. Segue as orientações abaixo:

- Pegue 10 livros da biblioteca das crianças.

- Sorteie com elas um número entre 10 e 20.

- Peça que abram os 10 livros na página de número sorteado.

- Peça que copiem a primeira (ou segunda, terceira... ou última) frase daquela página, de cada um dos livros. Copiar uma frase seguida da outra. Ler em voz alta.

- Em seguida, permita que a imaginação tome conta do momento e que as crianças relatem os efeitos deste experimento.

 

5)  Material pedagógico da série Mulheres na História da África (UNESCO): 

Esta dica não é apenas infantil, e sim para todos os amantes dos quadrinhos. A série encontra-se dentro de um projeto da UNESCO que visa promover a igualdade de gênero, dando lugar a uma série de figuras femininas da História da África. O site reúne diversos quadrinhos em diferentes línguas. Em português, encontramos o conto de “Njinga A Mbande”, Rainha do Ndongo e do Matamba. Outros contos são narrados em inglês e francês.

 

6)  Curtas infantis sobre histórias indígenas: 

O site oferece o link de 4 curtas online que contam histórias indígenas, apostando que as narrativas de ficção podem “ampliar a noção de mundo das crianças, favorecendo o respeito pela diversidade cultural e étnica”.

 

7)  Contos africanos: 

O site disponibiliza 34 contos africanos para download gratuito com histórias sobre costumes, modos de vida, relacionamento, tradições e fábulas.

 

8)  Perfis de Instagram que farão Lives contando histórias para entreter as crianças durante a pandemia:

- Fafa Conta (10:30h seg, qua e sex) e 16:30h (ter e qui)

- Mãe que lê (11:00h)

- Carol Levy (11:30h)

- Marina Bastos (12:30h)

- Camila Genaro (15h)

- Marina Bigio 

 

1)  Cursos de Programação e Tecnologia: 

A Udemy, uma plataforma de cursos online voltados para a área de programação e tecnologia, tornou gratuitos diversos de seus cursos pagos. Cursos de Android, Python, HTML5, Ionic 3, Introdução à programação de computadores, à programação com Perl, ao sistema operacional Linux são apenas alguns dos 40 cursos disponíveis! É preciso apenas atentar para a dica de que “alguns leitores estão relatando alguns problemas em relação a gratuidade. A sugestão é: faça o logoff de sua conta Udemy antes de clicar em qualquer link do curso desejado e a opção gratuito será ativada”.

 

2)  Casa do Saber: 

“A Casa do Saber é um espaço cultural que promove a reflexão e o saber de forma acessível e envolvente”. Com sede no Rio de Janeiro e São Paulo, a casa liberou o acesso aos seus cursos por 30 dias (a partir de 18/03/2020). É preciso fazer login na plataforma, cujo aplicativo está disponível para Android e iOS.

 

3)  Seda College: 

Desde o dia 18 de março, a SEDA College, escola de idiomas localizada em Dublin, na Irlanda, passou a disponibilizar, gratuitamente, todo o conteúdo de sua plataforma de cursos. São mais mais de 50 cursos em vídeos-aula, ministrados por uma equipe de oito professores, e que atendem do nível básico ao avançado. Para acompanhar as aulas ao vivo, é preciso fazer inscrição no site até o dia 29 de março.

 

4)  Massive Open Online Courses (MOOC’s): 

Os MOOC’s são cursos online abertos e massivos, sem restrições de acesso. Estão disponíveis apenas em língua inglesa e geralmente são compostos por vídeo-aulas, leituras, avaliações e fóruns de discussão. A maior parte dos cursos é feito por universidades (Stanford, MIT, Harvard, etc.), e alguns são preparados por empresas (Microsoft, Google, Linux, etc.), todos fornecidos por plataformas online. Os temas são inúmeros e extremamente variados, atendendo a diversos interesses: ciência da computação, negócios, ciências humanas, ciência de dados, desenvolvimento pessoal, arte e design, dentre outros.

 

GOSTOU DO CONTEÚDO? BAIXE O E-BOOK COMPLETO QUE PREPARAMOS PARA VOCÊ: CLIQUE AQUI