[EAD] Devo mesmo investir em uma graduação?  Entenda se o diploma ainda tem valor no mercado de trabalho

[EAD] Devo mesmo investir em uma graduação? Entenda se o diploma ainda tem valor no mercado de trabalho

Devo mesmo investir em uma graduação?

Entenda se o diploma ainda tem valor no mercado de trabalho

preparação para o mercado de trabalho é um tema que se renova e reconfigura a todo o tempo.

Mais recentemente, muito se tem ouvido sobre as “novas profissões" e até mesmo sobre histórias bem-sucedidas de pessoas que, mesmo sem uma formação tradicional, alcançaram seus objetivos profissionais.

Para quem está pensando em um desenvolvimento profissional com o objetivo de alcançar melhores cargos e remunerações, todas essas discussões geram muitas dúvidas:

Ainda vale a pena ter um diploma de graduação?

O curso superior é reconhecido no mercado de trabalho?

É válido investir em uma universidade?

Para encontrar as respostas, há um caminho simples: entender como a decisão de fazer uma graduação pode influenciar na sua vida e no seu futuro. Acompanhe!

O que um curso superior pode lhe proporcionar, na prática?

 

  Adquirir conhecimento técnico e específico sobre uma área de interesse (que você já atue ou não)  

Quando há uma área de interesse em vista, é bem provável que pesquisas e algum estudo sobre ela aconteçam de forma espontânea — afinal, são temas que a pessoa já se interessa genuinamente e, por isso, tem motivação em aprender sobre.

Essa busca individual pelo aprendizado é extremamente importante, mas na universidade, todos os conhecimentos específicos da área estão reunidos e organizados para chegarem até você de forma lógica, embasada e completa.

Ou seja: os conhecimentos que você precisa para se capacitar tecnicamente para a área que deseja seguir são oferecidos a você por meio de   uma jornada de ensino formulada justamente para que estes sejam assimilados da forma mais eficaz possível.  

Além de facilitar a forma de adquirir o conhecimento, garantindo um ensino mais completo, as habilidades, conceitos e processos assimilados na universidade geram uma diferenciação para o profissional no mercado de trabalho.

Imagine o caso de um recrutador que tem à sua disposição duas pessoas para escolher para uma vaga: uma com um currículo baseado em aprendizado livre e outra que comprova a obtenção do conhecimento técnico e teórico por meio de um curso de graduação. Quem possivelmente lhe transmitirá maior confiança para a contratação? Essa é a lógica que justifica o diferencial de obter uma graduação.

  Ampliar oportunidades e renda — comprovadamente  

Com o surgimento e o crescimento de profissões alternativas nos últimos anos, há quem pense que o diploma corre o risco de perder seu valor no mercado. Mas ainda que vias diferentes tenham aparecido, é importante destacar que os dados recentes e a experiência continuam comprovando o diferencial que uma graduação pode oferecer ao currículo:

Em estudo realizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no segundo semestre de 2020 envolvendo 37 países, o Brasil aparece como o país em que terminar o ensino superior garante a maior vantagem salarial em relação ao ensino médio completo e incompleto. 

Os dados da pesquisa indicam que   ensino superior garante ao brasileiro uma remuneração média 144% acima dos que terminaram o ensino médio  ; entre os que não concluíram o ensino médio, a remuneração dos graduados é mais que o triplo (258% acima).

 

Também em 2020, o Instituto Semesp, especializado na análise de dados sobre o ensino superior, disponibilizou o estudo “Empregabilidade e Ensino Superior em Tempos de Pandemia”, no qual apresenta uma série de dados indicando que, em tempos de crise no mercado de trabalho, a falta de qualificação tem relação direta com as taxas de desemprego. 

Alguns dos números apontam que, entre as pessoas com idade de 24 a 30 anos, a taxa de desocupação entre a população economicamente ativa com ensino superior completo é consideravelmente menor (9,8%) em comparação com as escolaridades fundamental (15,4%) e médio (13,8%).

Além disso, a chance de ficar desempregado é 2,20 maior para as pessoas com ensino fundamental em relação às pessoas com ensino superior; e 2,17 vezes maior para as pessoas com ensino médio em relação às pessoas com ensino superior.

Em outras palavras,  o mercado de trabalho continua valorizando e buscando profissionais capacitados de forma comprovada por meio de cursos superiores  , e utilizam esse critério de forma expressiva em seus processos seletivos.

 Facilitar a mudança de profissão ou recolocação no mercado  

Para quem adentrou cedo no mercado de trabalho e, com o tempo, passou a sentir a necessidade de ampliar as possibilidades de crescimento profissional, pode ser difícil formular um planejamento ou mesmo saber por onde (re)começar. Investir em uma graduação é um excelente primeiro passo!

Isso porque, como já vimos, a escolha de entrar em uma universidade possibilita adquirir uma nova carga de conhecimentos específicos que chegarão de forma orientada para que sua formação seja realmente eficiente. Dessa maneira, a organização do seu novo planejamento de vida fica bem mais fácil, você consegue se dedicar de forma bem mais direcionada e não fica perdido nos passos que deve seguir. 

Sem esquecer também dos dados que já foram apresentados aqui: com um currículo enriquecido, será muito mais fácil se destacar no mercado para alcançar aquela vaga interessante — o que pode acontecer ainda na universidade!

 Mirar em cargos de gestão  

Relacionado ao item anterior está o fato de que, quando o assunto são cargos de gestão ou chefia, a lógica das especializações se fortalece ainda mais. 

Com uma simples pesquisa de vagas, fica fácil descobrir que para boa parte dos cargos mais altos do mercado, as exigências de formação e qualificação são requisitos básicos. Muitas vezes, até de especializações ou pós-graduações em áreas específicas.

Dessa forma, a conclusão do curso superior representa um passo importante para que outros passos maiores ainda sejam dados, se o que você almeja é chegar ao topo no mercado de trabalho. Quanto menos acomodação houver e quanto mais dedicação à obtenção contínua de conhecimentos o profissional tiver, proporcionalmente   maiores serão suas chances de crescimento no mercado.   Seja qual for a área de atuação, essa realidade não falha!

  Desenvolver habilidades e diferenciais para além do currículo profissional  

As experiências proporcionadas pelo ambiente universitário não dizem respeito somente aos aspectos técnicos de uma profissão.

Por meio das atividades, projetos e a rotina vivenciada dentro de um curso, alunos são levados a desenvolver uma série de habilidades comportamentais que podem ser extremamente úteis também para a diferenciação no mercado de trabalho.

Você já ouviu falar em soft skills? A expressão, que diz respeito àquelas habilidades que envolvem aspectos intangíveis como inteligência emocional para lidar com situações de estresse, boas capacidades de relacionamento e facilidade para a resolução de problemas, tem sido cada vez mais valorizada e desejada no mercado de trabalho.

A universidade nada mais é do que uma grande oportunidade de desenvolver diretamente tais habilidades, com o auxílio da rede de contatos entre professores e alunos e ainda das atividades desenvolvidas durante o curso. Sem dúvidas, utilizar essas experiências como um diferencial pode   trazer vantagens competitivas para qualquer vaga no mercado de trabalho.  

 

O segredo está na hora da escolha

Os cursos de graduação permanecem em lugar de destaque na profissionalização e preparação para o mercado de trabalho — como os dados apresentados aqui já comprovaram.

No entanto, é fundamental esclarecer que sim, as mudanças no mercado acontecem e, consequentemente, a educação também deve estar atenta para acompanhar as demandas exigidas na formação de pessoas capacitadas, com habilidades inovadoras e conectadas às novas tecnologias e processos que se renovam diariamente.

Portanto, para quem busca uma formação atualizada, a  escolha da instituição de ensino superior faz toda a diferença.  Pesquise a fundo métodos de ensino, grades curriculares e o que as instituições oferecem para a preparação para o mercado de trabalho. Eles estão alinhados ao que há de mais moderno? Se sim, vale a pena investir na oportunidade!

Estude no melhor Centro Universitário do
Estado do Rio de Janeiro e transforme sua vida!

Seus dados foram enviados. Entraremos em contato em breve.

Falha ao enviar seus dados. Tente novamente.

Notícias Relacionadas

Estudantes aprovam qualidade dos cursos do UniFAA
21/11/2022

Estudantes aprovam qualidade dos cursos do UniFAA

PRIME ACT UNIFAA tem alto índice de aprovação
21/11/2022

PRIME ACT UNIFAA tem alto índice de aprovação

Superguia do ENEM: as principais dicas para você decolar na prova
20/10/2022

Superguia do ENEM: as principais dicas para você decolar na prova